Emagrecimento Dra Danielle Vila

Vegetarianos têm deficiência de proteína – Mito ou verdade?

Vegetarianos têm deficiência de proteína? Vegetariano é fraco? Como não comem carne, faltam proteínas no seu corpo? É verdade que os grãos não fornecem ferro suficiente? Essas e outras perguntas serão respondidas ao longo deste artigo. Confira!

Olá meninas e meninos, eu sou a Danielle Vila, coach de emagrecimento e hoje em colaboração com a estudante de nutrição Carla Coelho, vamos falar um pouquinho sobre vegetarianismo e responder uma pergunta que deve estar na sua cabeça neste momento: Vegetarianos têm deficiência de proteína? Veja

Vegetarianos têm deficiência de proteína – um mito

Vegetarianos

Com o passar dos anos, foi possível constatar que os alimentos de origem vegetal proporcionam melhor qualidade de vida e, consequentemente, mais longevidade.

Os alimentos de origem vegetal fornecem carboidratos, proteínas, lípideos (gorduras), vitaminas e minerais em quantidades excelentes, podendo suprir todas as nossas demandas nutricionais. É claro que nossas escolhas podem nos levar a uma dieta mais balanceada ou não.

As dietas vegetarianas, quando bem planejadas, promovem crescimento e desenvolvimento adequados e podem ser adotadas em qualquer fase da vida.

Esse tipo de dieta acarreta resultados positivos na prevenção e no tratamento de inúmeras doenças crônicas e degenerativas. Populações vegetarianas têm risco reduzido de cardiopatias, câncer, diabetes, obesidade e hipertensão.

Além dos muitos benefícios que o vegetarianismo traz para a saúde dos humanos, os animais e o planeta também ficam agradecidos.

Segundo análise, no organismo humano a incorporação da proteína vegetal não é inferior ou diferente da animal. Diante aos erros sobre a proteína vegetal, é importante frisar alguns conceitos.

Os mitos sobre a proteína vegetal e por que é errado dizer que os vegetarianos têm deficiência de proteína

– A proteína vegetal é incompleta (carente de aminoácidos)

Esta é uma afirmação que muito ouvimos quando alguém diz que vegetarianos têm deficiência de proteína. Mas na verdade, alguns alimentos podem apresentar teor baixo de um ou mais aminoácido específico. Porém, é a combinação de alimentos de grupos diferentes que fornece todos os aminoácidos em quantidade ideal.

– A proteína de fonte vegetal não é “tão boa” quanto a proteína de fonte animal.

A realidade é que a qualidade depende da fonte da proteína vegetal. As proteínas vegetais podem ser até melhores do que as proteínas animais.

– Existem aminoácidos na carne que não podem ser encontrados em nenhum alimento do reino vegetal.

A verdade: todos os aminoácidos essenciais são encontrados em abundância no reino vegetal.

O que os vegetarianos devem comer?

Vegetarianos precisam conhecer os grupos de alimentos e aprender a combiná-los para a melhor obtenção de nutrientes.

LEGUMES – abobrinha, chuchu, pimentão, berinjela, cogumelos etc.

VERDURAS – couve, rúcula, agrião, brócolis, mostarda, escarola, alface, taioba, algas e muitas outras

CEREAIS – arroz, trigo, milho, aveia, quinua, amaranto e produtos feitos a partir deles, como pães, macarrão etc.

LEGUMINOSAS –  variedades de feijões, grão-de-bico, soja, lentilhas, ervilhas e favas. Pela quantidade parecida de calorias, ovos e laticínios , quando consumidos, se encontram nesse grupo.

 OLEAGINOSAS – nozes, amêndoas, castanhas, pistache, macadâmia e sementes (girassol, abóbora, gergelim, linhaça etc).

AMILÁCEOS – inhame, batata, cará, mandioca, batata dece, etc.

FRUTAS – caqui, banana, manga, maçã, pera, figo, uva, mamão, morango, etc.

ÓLEOS – azeite de oliva e óleos de soja, girassol, linhaça, etc.

Em uma dieta balanceada é preciso que haja o consumo de todos os grupos citados acima, sendo opcional o consumo de oleaginosas e amiláceos. Até aqui já deu para perceber que é errado afirmar que vegetarianos têm deficiência de proteína, mais quais as proteínas devem ser consumidas por essas pessoas?

PROTEÍNAS IDEAIS PARA UMA DEITA VEGETARIANA

Aqueles que não seguem uma dieta regrada e querem optar por não comer carne fazem jus a afirmação que vegetarianos têm deficiência de proteína. Mas este não é o principal ponto. Apesar de muito citada, a proteína não é o fator de maior preocupação na dieta vegetariana. Se a pessoa supre sua necessidade calórica com alimentos baseados em cereais e leguminosas, a cota com todos os aminoácidos essenciais é alcançada automaticamente.

Não pode haver substituição da carne por queijos e ovos, pois essa troca não é adequada em termos de necessidades nutricionais. Os cereais, como o arroz, e as leguminosas contêm todos os aminoácidos essenciais, em diferentes proporções, por isso é ideal consumir cereais e leguminosas diariamente. Não necessariamente na mesma refeição, mas é indicado que sejam consumidos no mesmo dia.

Em termos nutricionais, os feijões são os melhores substitutos da carne. A menor quantidade proteica nesse alimento não é preocupante porque, a quantidade de proteína presente na carne chega a se tornar excessiva numa dieta padrão. Como o nosso organismo não estoca proteínas, todo esse excesso ingerido se transforma em carboidrato e gordura. O uso de proteína animal além do recomendado também traz excesso de gorduras saturadas . A ingestão de proteínas numa dieta equilibrada deve ser em média, de 10% a 15% do volume calórico total ingerido.

Vê-se que, o feijão possui o dobro do ferro encontrado na carne vermelha. Isso, já compensa a menor biodisponibilidade de proteínas, característica de alimentos de fonte vegetal.

Pode ser observado que a retirada da carne permite uma maior ingestão, em volume, de alimentos para atingir o valor calórico ideal ao final. Esse aumento contribui ainda para a maior saciedade durante as refeições. Ajudando também a manter a forma.

E aí gostou de saber que é errado afirmar que os vegetarianos têm deficiência de proteína? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Sobre o autor | Website

Sou médica com pós-graduação em Nutrologia . Realiza atendimento clínico na área nutricional com ênfase em programas alimentares destinados à educação nutricional em todas as fases da vida e orientação nutricional para atletas, pessoas com doenças metabólicas e interessados em obter uma vida saudável.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.